Casos e Acasos

Casos e Acasos (3)

No Casos e acasos deste mês, deixamos como nota o facto do atual certame das Tasquinhas, que cumpriria este ano a sua 35ª edição, representar uma versão renovada da chamada Feira de Março.

No ano de 1948, o então Grémio do Comércio propunha â Câmara Municipal somar à já tradicional Feira de Setembro, um novo evento, a coincidir com o 3.º domingo de março, passando Rio Maior a ter duas feiras anuais.
A proposta foi aceite pela edilidade e posta em prática logo no ano seguinte, conforme revela o “Balanço do Ano de 1949”, artigo publicado no número 239 do jornal Concelho de Rio Maior.

Continuamos a publicação de pequenos apontamentos sobre a história local, notando que a mais antiga associação de recreio da vila de Rio Maior foi criada no mês de novembro de 1860. Tratava-se do Grémio de Instrução e Recreio Riomaiorense, mais tarde nomeado Assembleia Riomaiorense, fundado a 28 de novembro e instalado então na chamada Rua Direita, atual Serpa Pinto. Ocupou posteriormente edifício contiguo ao do antigo teatro.

Fontes: F. Pereira Sousa, A vila, seu concelho e comarca, [s.i.]: [s.n.], 1935; Fernando Casimiro (ed. e prop), Concelho de Rio Maior, Rio Maior, 1936-1950, A1 N6 14-03-1936.

Encetamos hoje a publicação destes pequenos apontamentos sob a chancela “Casos e acasos da história de Rio Maior”, notando que há cem anos atrás, em outubro de 1920, era criada uma escola de solfejo pela Sociedade Recreativa e Instrução Marmeleirense, da qual resultaria, ainda nesse mesmo ano, a formação da Banda Filarmónica da Marmeleira.

Parabéns pelo 100º aniversário!

Fonte: Angelo José Inácio, Pequeno historial da Banda da Filarmónica da Vila da Marmeleira 1898-1996, Vila da Marmeleira, Ed. Autor, 1996

Contatos

Rede de Bibliotecas do Concelho de Rio Maior
Biblioteca Municipal de Rio Maior
Rua Dr. Fernando Sequeira Aguiar
2040-130 Rio Maior

Tel: +351 243 999 310
E-mail: biblioteca@cm-riomaior.pt

© Gabinete Comunicação e Imagem CMRM